Caída ao chão, Eliseba sangra e agoniza


Record

Resumo dessa segunda: 16/11.

Caída ao chão, Eliseba sangra e agoniza. Nadabe, Abiú e Itamar se desesperam e partem para o ataque. Os Amalequitas decidem recuar. Joquebede e Miriã tentam confortar a mulher de Arão. Apuki reclama das coisas que foram levadas de sua tenda. Gahiji carrega Eliseba nos braços e a leva até a tenda de Arão. Radina conversa com Inês e conta sobre o ataque dos Amalequitas. Simut usa algumas ervas para tentar salvar a vida de Eliseba. Nadabe, Itamar, Abiú, Calebe e Bezalel não conseguem encontrar os amalequitas. Corá reclama da distancia do acampamento para o local que encontraram água. Bezalel diz ter esperança na recuperação da mulher de Arão. Radina, Gahiji e Miriã correm para tentar salvar Eliseba.

Leila se desespera ao descobrir o atentado contra a nora de Joquebede. Apuki diz estar arrependido por ter deixado o Egito. Abiú implora para Simut salvar sua mãe. O aprendiz de sacerdote se prepara para cauterizar a ferida causada pela espadada. Calebe tenta confortar Abiú e Itamar. Abigail passa mal ao saber que o acampamento foi atacado por soldados Amalequitas. Zuri e Amir contam ao rei Amaleque sobre o atentado aos hebreus. Moisés, Arão e os outros hebreus retornam ao acampamento. Eles estranham o comportamento das pessoas e desconfiam que algo aconteceu. Arão descobre que sua mulher foi ferida e corre para vê-la. Preocupado, Datã diz que precisa ver Safira. Arão chora ao ver Eliseba agonizando. Zelofeade tenta acalmar Abigail. Datã fica aliviado ao ver que Safira está bem. Abirão critica Moisés e Safira defende o libertador dos hebreus. Eleazar se culpa pelo o que aconteceu com Eliseba. Triste com o estado de saúde de sua cunhada, Moisés faz uma oração para Deus. O libertador descobre que o acampamento foi atacado pelos Amalequitas. Ele diz que precisarão contra atacar e começa a montar um exército com alguns hebreus e egípcios.

Em conversa com os filhos, Corá conta sobre a descoberta de água. Oseias convoca os hebreus para uma guerra contra os Amalequitas. Todos se propõem a lutar. Jairo e Apuki admiram a coragem de Oseias, mas o feitor se recusa a lutar com os hebreus. Moisés avisa que irá subir a colina para falar com Deus novamente. Miriã diz que Eliseba está piorando. Arão se despede dos familiares e diz que precisará acompanhar Moisés. Radina encontra com Gahiji, Simut e Leila na cozinha do acampamento. Ela avisa que Moisés está organizando um ataque aos Amalequitas. O libertador reúne os homens para iniciar um treinamento com espadas. Abigail se anima ao notar o bebê se mexendo na barriga. Moisés separa os homens em duplas e começa a treiná-los. Simut, Gahiji e Chibale se oferecem para lutar, mas o profeta diz preferir que eles fiquem no acampamento. Asheru e os outros soldados egípcios oferecem ajuda para treinar os outros homens. As duplas começam a trocar golpes, mas se saem muito mal. Arão diz que terão muito trabalho pela frente.

Anúncios

Publicado em 16/11/2015, em Geral. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe eu comentário. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: