Corá, Apuki e Jairo são os primeiros a chegar até o lago


Record

Resumo dessa quinta: 12/11.

Karoma descobre que Ikeni morreu e se desespera. Apuki reclama com Moisés da falta de água. Karoma hesita em contar para Pepy que Ikeni não está mais vivo. Os hebreus caminham exaustos pelo deserto até que Moisés avista um oásis.

Corá, Apuki e Jairo são os primeiros a chegar até o lago, experimentam a água e reclamam do gosto e começam a cobrar Moisés. Arão diz que Deus não os tirou do Egito para morrerem de sede no deserto e pede para terem fé. Karoma decide deixar o palácio e se despede de Nefertari. Diante do lago de água inapropriada de se beber, Moisés pede ajuda ao Senhor. Um vento forte sopra sobre Moisés e Deus pede para que Moisés pegue um galho de uma árvore próxima e atire sobre a água do lago. Moisés atende às ordens do Senhor e a água fica limpa e potável.

Todos se fartam com a água, inclusive Corá, Jairo e Apuki. Moisés diz para Arão que precisa da atenção do povo. O irmão atende de imediato e diz que o libertador tem algo a dizer. Moisés diz que se todos ouvirem atentos aos ensinamentos do Senhor, nenhuma enfermidade virá sobre eles. Todos se emocionam com as palavras. Dois meses se passam e os hebreus seguem caminhando pelo deserto. A coluna para sobre um determinado ponto e Moisés diz ao povo que devem montar acampamento naquele local. Arão percebe que Apuki dá ordens nos hebreus e diz que ele precisa trabalhar também, caso contrário não terá onde dormir.

As mulheres ajudam os maridos a construir as tendas, todos felizes. Aoliabe e Bezalel vão ajudar Gahiji, Chibale e Simut que não conseguem montar suas barracas. Moisés e Oséias observam o acampamento sendo montado felizes. Os hebreus reclamam de fome e deixa Moisés preocupado.

O libertador fala mais uma vez com o Senhor que diz que irá prover pão e aves ao povo. Codornizes aparecem e deixa os hebreus satisfeitos por mais esse milagre. Ana diz a Oseias que Apuki não quer que eles fiquem juntos e o hebreu pede calma a amada, que é apenas uma questão de tempo. Apuki vê Ana conversando com Oseias e vai tirar satisfação.

Gahiji ajuda as mulheres a preparar as codornas. Simut, Gahiji, Chibale e Leila se lembram dos momentos que passaram no Egito e se emocionam. Moisés diz a Joquebede que sente pelos hebreus que ainda não acreditam no poder de Deus. A mãe do libertador consola o filho e diz para ter paciência. Amanhece no deserto e ao acordar, os hebreus ficam maravilhados com mais um milagre.

Publicado em 11/11/2015, em Geral. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe eu comentário. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: